Conteúdo Criado pelo Público e Seus Benefícios


O conteúdo criado espontaneamente pelo público pode gerar benefícios de imagem e alavancar vendas. Saiba como.

Em geral são as equipes de marketing e comunicação os responsáveis por gerar o principal conteúdo da empresa. Mas, e o conteúdo gerado espontaneamente pelo público? Sua empresa acompanha os comentários e as avaliações que acontecem online sobre seus produtos e serviços? É possível e vale a pena incentivar a criação desse conteúdo?

Conteúdo gerado pelo público

Clientes e consumidores são usuários de internet de uma forma geral, e geram conteúdo espontâneo o tempo todo num processo dinâmico e contínuo, mas ainda são poucas as empresas que estão atentas e priorizam a identificação e aproveitamento desse conteúdo.

O maior volume é gerado durante o processo de consumo, por exemplo, trocar um carro ou fazer um curso de especialização. É comum que as pessoas consultem o que outros consumidores dizem a respeito de determinado produto, serviço e instituição. A opinião e experiência vivida por outros consumidores assume um papel relevante nessa fase do processo. Em geral, segundo o estudo realizado pela Reevoo, empresa especializada em sistemas de monitoramento de avaliações online, o consumidor considera mais autêntico e verdadeiro o conteúdo gerado espontaneamente por outras pessoas. Esse conteúdo é gerado em forma de avaliações online, posts em redes sociais, depoimentos e artigos em blogs. São muitos os consumidores que gostam e utilizam os sistemas de avaliação para opinar.

Assim como o conteúdo pode ser muito bacana, quando é positivo, há também o conteúdo crítico, gerado por descontentamento ou algum problema ocorrido. Ambos devem ser tratados pela empresa.
Diante das várias possibilidades de conteúdo gerado pelo publico, fizemos uma breve lista comentada sobre os mais relevantes.

 

Avaliação de Produtos/ Serviços

As avaliações feitas em sites especializados ou mesmo no site da empresa é o tipo de conteúdo que mais pesa no processo de venda. Por exemplo, antes de viajar, é muito comum um consumidor consultar as avaliações de hotéis no Tripadvisor e se decidir por determinado hotel baseado nos comentários e avaliações que estão lá.
Encorajar clientes a fazer avaliações tem um efeito positivo de antemão por ser uma clara demonstração de transparência e busca por melhoria contínua.

Depoimentos

O depoimento é uma forma de avaliação de caráter narrativo experiencial, diferentemente do sistema de pontuação que é adotado para as avaliações de produto. Depoimentos são excelentes para construção de imagem, eles influenciam através do endosso.

Fóruns e comunidades

Uma área dedicada a um fórum, onde o público possa postar perguntas e comentários online. Mesmo havendo um moderador, o sistema deve permitir que os participantes interajam também entre sí online. Além de fornecer informações valiosas para a empresa, há um sentido de comunidade entre os participantes e o bacana é que esse conteúdo é indexável e pode gerar mais trafego qualificado para o site.

Concursos

Concursos com premiação é uma excelente forma de motivar pessoas a criar conteúdo. Você se lembra do período em que os concursos de frases estavam na moda? Atualmente, com a tecnologia e as redes sociais, os concursos são ainda mais atraentes. Um exemplo de sucesso vem da Starbucks por ocasião do lançamento do copo reutilizável. Para promover o copo foi lançada uma campanha na qual a empresa convidava os seguidores a fazer uma arte gráfica no copo em branco e compartilhar uma foto nas redes sociais usando hashtags específicas do concurso. No final, a arte vencedora foi utilizada pela marca e o participante vencedor ganhou um bônus de US$300 para usar nas lojas da rede. Muito embora o prêmio tenha sido, praticamente, simbólico, o concurso conquistou muitos participantes e, mesmo aqueles que não participaram, puderam acompanhar o concurso através da hashtag e se contagiar com a “vibe.”

Redes Sociais

Conteúdo gerado nas redes sociais é um suprassumo mas é preciso ter cuidado ao criar campanhas de incentivo promocional. As pessoas não gostam de ver publicidade nas redes. Um grande exemplo negativo aconteceu em 2012 em uma das campanhas do McDonald’s. Eles lançaram a hashtag #McDStories para as pessoas usarem ao “compartilhar histórias de Momento Feliz na refeição”, mas a campanha viralizou de forma negativa e a hashtag foi usada pelo público para compartilhar fotos de filas longas, atendimento de baixa qualidade e outros inconvenientes proporcionados pela empresa. Tudo isso usando a hashtag #McDStories.

O caso do McDonald’s não é o único, mas felizmente, tanta negatividade não é comum. O risco envolvido costuma ser maior para empresas que já tiveram alguma questão de imagem junto ao público, por isso, antes de lançar uma campanha de incentivo para geração de conteúdo espontâneo, é importante avaliar criteriosamente a imagem da empresa e o contexto da campanha.

Artigo escrito por Léliam Raña. Léliam é especialista em Publicidade e Mercados pela USP e atua em consultoria de marketing na gestão de redes sociais para empresas. Em seu perfil nas redes (Facebook, Instagram e Twitter), ajuda empreendedores a criar o próprio conteúdo de forma profissional como meio para valorização dos negócios. Adepta da economia colaborativa, acredita no poder das redes para gerar valor para empreendedores e negócios responsáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *